Ir para conteúdo

Demolição da ponte da Rhodia começa neste dia 8

Ligação entre Paulínia e Campinas está interditada desde 2014; obra fica pronta em junho de 2019

25 set 2018 – 19h55
Tubos de concreto impedem há cerca de 4 nos passagem de veículos na ponte da Rhodia (Foto: Divulgação)

As obras de demolição da ponte da Rhodia, no limite de Paulínia com Campinas, começam neste dia 8 de outubro. A ligação entre as duas cidades sobre o Ribeirão Anhumas está interditada há cerca de quatro anos e sua reconstrução irá custar quase R$ 6 milhões dos contribuintes. Os trabalhos devem ficar prontos em junho de 2019.

nnPelo projeto, após a demolição, serão construídas duas novas pontes: uma sentido Campinas/Paulínia e outra na direção Paulínia/Campinas, ambas com 56 metros de extensão. A expectativa da empresa é de que o serviço seja concluído em no máximo oito meses. As obras estão orçadas em R$ 5.968.050,35, conforme o contrato.

nnO cronograma do serviço foi definido em reunião na tarde desta terça-feira (25) entre a Prefeitura de Paulínia e a Etama Construtora Ltda., responsável pelas obras. O canteiro será montado a partir deste dia 3. A área onde está localizada a ponte será totalmente isolada para o início da demolição da estrutura existente e construção das duas pontes.

nnSegundo o secretário municipal de Obras, Valdir Terrazan, a partir do dia 3 ficarão impedidos de passar pela ponte pedestres, ciclistas e motociclistas. “Por questões de segurança, não haverá nenhum tipo de alternativa de passagem”, alertou. “A área será totalmente isolada e só pessoas autorizadas poderão chegar às proximidades da obra.”

nnDurante a reunião, Terrazan solicitou o empenho da empresa para que tudo seja realizado com a maior brevidade possível. “Trata-se de um importante acesso entre as duas cidades (Paulínia e Campinas) e o retorno de seu funcionamento vai colaborar diretamente para o desenvolvimento de nossa cidade e região”, assegurou o secretário.

nnDe acordo com o diretor técnico da Etama, José Eduardo Gonçalves, o início da demolição está programado para o próximo dia 8. “Nossa previsão é de que a demolição e a remoção total da ponte já existente levem cerca de 15 dias e, em uma segunda etapa, iniciaremos o processo de construção das novas pontes”, afirmou.

nnA ponte sobre o Rio Anhumas foi interditada em novembro de 2014, após laudo técnico apontar a existência de problemas estruturais no local. Na época, o volume diário médio pela ponte era de 4 mil veículos. A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) emitiu no último dia 20 a licença ambiental para o início das obras.

Clique aqui ara ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.