Ir para conteúdo

Fim da pressão

Quatro são presos acusados de extorsão contra o prefeito de Paulínia; criminosos queriam forçar a Prefeitura a contratar empresas para atuarem na cidade

 

11 out 2017 – 19h53

Quatro pessoas foram presas nesta quarta-feira, dia 11, acusadas de extorsão contra o prefeito de Paulínia, Dixon Carvalho (PP), dentre elas o delegado da Polícia Federal de São Paulo, Mário Menin Júnior. Elas foram levadas para a 9ª Vara de Justiça Federal, em Campinas, onde seriam ouvidas ainda nesta noite em audiência de custódia.

nnSegundo Dixon, que fez as denúncias à Polícia Federal de Campinas, três dos acusados se passavam por delegado e policiais federais e tinham informações privilegiadas devido à proximidade com o delegado de verdade da PF. Os suspeitos ameaçam divulgar um dossiê contra o prefeito de Paulínia caso as empresas deles não fossem contratadas para prestar serviços hospitalares e de sinalização de trânsito na cidade.

dixon
POLÍTICA | Dixon Carvalho vinha sendo vítima de extorsão na Prefeitura / Foto: Divulgação

nnAs prisões foram baseadas em escutas telefônicas e nos locais dos encontros onde ocorreram as extorsões com autorizações da Justiça. Os quatro envolvidos devem responder por extorsão, organização criminosa e usurpação de função pública, no caso do delegado da Polícia Federal de São Paulo.

nnAlém de Menin Júnior, foram presos e levados para a Justiça Federal, em Campinas, Luis Francisco Caselli, que se passava por delegado da Polícia Federal; José Celso da Silva, que fingia ser policial federal; e Sílvio Oliveira Mileo, dono de uma das empresas que seriam beneficiadas com o esquema criminoso.

nnDixon, informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não vai se pronunciar sobre o assunto, que transcorreu em sigilo absoluto. O prefeito de Paulínia ressaltou ainda que confia nos trabalhos da Polícia Federal, responsável pela apuração dos fatos junto com a 9ª Vara de Justiça Federal.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.