Ir para conteúdo

Caso de abusos

Justiça de Paulínia decreta a prisão preventiva de enfermeiro do Jardim Europa acusado de estuprar meninos de 6 e 9 anos; ele está detido desde agosto

 

4 set 2017, às 19h07

O enfermeiro de 52 anos acusado de estuprar dois meninos de 6 e 9 anos em Paulínia teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira, dia 4, pela Justiça local. Em depoimento à polícia, ele nega ter cometido os crimes contra as crianças.

nnA polícia prendeu o enfermeiro no último dia 7 de agosto. Desde então, ele está preso temporariamente na cadeia do 2º DP, em Campinas. Agora, será transferido para outra unidade prisional e deverá aguardar a conclusão do processo na cadeia.

desenho
POLÍCIA | Desenho feito por uma das vítimas pedindo a prisão do acusado / Foto: Divulgação

nnAs vítimas, dois irmãos, eram vizinhas do enfermeiro, que havia sido padrinho de casamento dos pais da criança. O mais novo, durante tratamento psicológico, em abril deste ano, chegou fazer um desenho para o delegado prender o acusado.

nnO enfermeiro é solteiro, não tem filhos, morava no Jardim Europa e trabalhava no Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas. Foi preso no estacionamento, quando retornava de licença médica. A universidade suspendeu pagamento do salário dele.

nnA polícia começou a investigar o caso em janeiro após a mãe dos meninos, no fim de 2016, ver mudança no comportamento das crianças e dar queixa na delegacia. Um primo das vítimas, hoje maior de idade, diz que há 16 anos foi abusado pelo enfermeiro.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.