Anúncios
Ir para conteúdo

Novo alvo

Vice-prefeito Sandro Caprino (PRB) tem pedido de investigação, que pode levar a sua cassação por quebra de decoro, feito na Câmara de Paulínia

 

nnA onda de pedidos de cassação de mandatos de políticos segue forte na Câmara de Paulínia. Agora se voltou contra o vice-prefeito de Paulínia, Sandro Caprino (PRB), que está rompido com o prefeito Dixon Carvalho (PP) desde maio passado (leia mais aqui).

nnAs denúncias contra Caprino são assinadas pelo servidor público Márcio Rosa Santos, o Marcos Leão, que é assessor especial de Dixon; e pelo PSDC, partido presidido pelo atual secretário municipal de Transportes de Paulínia, Laércio Giampaoli.

repre
POLÍTICA | Imagem de parte da representação na Câmara contra Caprino / Foto: Reprodução

nnA representação pede a investigação da quebra de decoro e da ética parlamentar por parte de Caprino. E se, ficarem comprovadas as acusações no final das apurações, o vice-prefeito pode ter o mandato cassado pela Câmara de Vereadores.

nnO documento deu entrada no Legislativo nesta sexta-feira, dia 25, às 16h24. A representação denuncia o vice-prefeito, dentre outras acusações, de calúnia, difamação, injúria e de pedir o afastamento da função de servidores públicos (confira tudo aqui).

nnCaprino foi procurado pela reportagem, mas não retornou aos contatos até o fechamento desta edição.

Cinco

nnEssa representação contra Caprino é a quinta tentativa só neste ano de cassar 15 políticos eleitos pelo voto popular nas eleições municipais de 2016, em Paulínia: três contra Dixon, uma contra Dixon e 13 dos 15 vereadores (leia mais aqui) e, agora, envolvendo o vice-prefeito.

nnTrês pedidos de Comissão Processante (CP) contra Dixon – para investigar contratos emergenciais da merenda, do lixo e sua evolução patrimonial – já foram rejeitadas na Câmara. A que envolve o prefeito e 13 vereadores deve ser votada na sessão desta terça-feira, dia 29, juntamente com a representação contra Caprino.

Rito

nnOs dois documentos foram incluídos na pauta da sessão desta terça (29) sem a Procuradoria da Câmara revelar seu parecer nem o rito a ser seguido durante as votações. Ela poderá deixar para esclarecer as dúvidas momentos antes das apreciações.

nnPortanto, ainda não está claro para a população se as denúncias contra Dixon e os 13 vereadores serão votadas por eles próprios ou por seus suplentes e, neste caso, quais os suplentes que seriam convocados pelo Legislativo.

 

Última alteração em 26 de agosto de 2017 às 12h05

Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.

2 comentários em “Novo alvo Deixe um comentário

  1. Pingback: Esquema especial
  2. Pingback: Essa aí passou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.