Ir para conteúdo

Desenvolvimento

Prefeitura de Paulínia e Unicamp assinam nesta segunda-feira convênio de apoio à criação de Parque Tecnológico e Incubadora de Empresas na cidade

 

nnA Prefeitura de Paulínia e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) assinam nesta segunda-feira, dia 31, um convênio de apoio à criação do Galileo, o primeiro Parque Tecnológico e Empresarial e Incubadora de Empresas do município.

nnO Galileo Parque Tecnológico e Empresarial será instalado em uma área de 663 mil metros quadrados, entre a Estrada da Rhodia e a Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332). O empreendimento contará ainda com 177 mil metros quadrados de área verde.

paulinia
FINANÇAS | Imagem mostra vista aérea parcial da cidade de Paulínia / Foto: Divulgação

nnPara a Prefeitura, a localização do Parque Tecnológico é estratégica porque fica a sete minutos da Unicamp, 30 minutos do Aeroporto Internacional de Viracopos e tem fácil acesso às rodovias Anhanguera, Dom Pedro I e Bandeirantes.

nnParques tecnológicos são empreendimentos para a promoção de ciência, tecnologia e inovação, que aproximam os centros de conhecimento (universidades, centros de pesquisas e escolas) do setor produtivo (empresas).

Competitividade

nnEsses ambientes são propícios para o desenvolvimento de Empresas de Base Tecnológica (EBTs) e para a difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e se transformam em locais que estimulam a sinergia de experiências entre as empresas, tornando-as mais competitivas, de acordo com a Prefeitura.

nnO prefeito de Paulínia, Dixon Carvalho (PP), ressalta que a meta do governo é diversificar a matriz econômica do município e transformá-lo, também, em um importante polo de inovação e tecnologia.

Privado

nnAinda conforme o prefeito, o Parque Tecnológico atende todas as exigências da rede estadual e tem toda a infraestrutura necessária para receber as empresas que queiram se instalar em Paulínia. A estrutura será oferecida pelo setor privado. O investimento ainda não foi revelado.

nnJá a Prefeitura vai preparar uma Lei de Incentivo à Inovação e o aprimoramento da Lei de Incentivo Fiscal, com o intuito de ancorar a atividade econômica do município e atrair novas empresas. “A Unicamp, por meio da Inova – Agência de Inovação –, será a gestora do Parque Tecnológico”, disse Dixon.

Incubadora

nnA primeira incubadora de empresas de base tecnológica de Paulínia estará inserida no Galileo. Ela vai oferecer estrutura física para a instalação de empresas nascentes, dando apoio estrutural e respaldo intelectual para a consolidação de projetos com alto potencial de crescimento.

nnO edital para seleção das empresas que serão incubadas sairá em 90 dias. O diretor-geral do Galileo, Gilberto Zancanner Brito, disse que, inicialmente, as empresas serão instaladas em um prédio nas dependências da Unicamp. “Estamos investindo R$ 250 mil na adaptação do espaço e teremos capacidade para incubar, neste primeiro momento, cerca de 10 empresas”, afirmou.

Pré-requisitos

nnPara o diretor do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp, Eduardo Gurgel do Amaral, Paulínia preenche todos os pré-requisitos necessários para se tornar, futuramente, a cidade do conhecimento devido a localização estratégica, índice de qualidade de vida e infraestrutura.

nnAmaral destacou ainda a união entre a Unicamp, a Prefeitura e a iniciativa privada. “Esta é, sem dúvida, a melhor forma de desenvolvermos um projeto desse porte”, afirmou. “Garantindo altos investimentos e consequentemente melhoria para a cidade e qualidade de vida dos cidadãos.”

Assinatura

nnO ato de assinatura do convênio entre Prefeitura e Unicamp acontece na próxima segunda-feira (31), às 17h30, no Salão Nobre, localizado no Paço Municipal. Contará com a presença do reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, e de autoridades da região.

 

Última alteração em 28 de julho de 2017 às 5h30

Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.