Anúncios
Ir para conteúdo

Pedido de cassação

Morador de Paulínia solicita Comissão Processante na Câmara de Vereadores para investigar evolução patrimonial do prefeito Dixon Carvalho (PP)

 

nnUm pedido de cassação do prefeito de Paulínia, Dixon Carvalho (PP), através de uma Comissão Processante (CP), deu entrada na Câmara de Vereadores, no final da manhã desta quarta-feira, dia 12.

nnO requerimento (leia aqui) foi feito pelo morador de Paulínia Eduardo Evangelista Figueredo com base no Inquérito Civil Público instaurado nesta semana pela 2ª Promotoria de Justiça de Paulínia, que investiga a evolução patrimonial de Dixon, conforme denúncia em reportagem do Jornal Tribuna de Paulínia.

dixon
POLÍTICA | O prefeito Dixon Carvalho é investigado pela Promotoria Pública / Foto: Divulgação

nnA Câmara de Paulínia informou que o pedido de Figueredo de abertura de CP, que pode culminar com a cassação de Dixon, será encaminhado para a Procuradoria Jurídica do Legislativo, que fará a análise dos pressupostos legais de admissibilidade e a indicação do rito interno a ser seguido.

nnSe admitido o requerimento de Figueredo, a solicitação de abertura da CP deverá ser votada pelos vereadores na primeira sessão após o recesso, dia 1º de agosto. Caso seja aprovada, os parlamentares irão investigar as denúncias e decidir se cassam ou inocentam o prefeito no final do processo.

reque
POLÍTICA | Documento com data e hora de protocolo / Foto: Reprodução

nnEste é o terceiro pedido de abertura de CP para investigar Dixon em sete meses de governo. Em março, os requerimentos eram para apurar denúncias de irregularidades em contratos emergenciais do lixo e da merenda escolar em Paulínia, que somam cerca de R$ 26,5 milhões, e também poderiam cassar o prefeito.

nnNa época, esses dois pedidos foram admitidos pela Procuradoria Jurídica do Legislativo de Paulínia, levados à votação no plenário da Câmara e rejeitados pela grande maioria dos vereadores. Somente Kiko Meschiatti (PRB) e Tiguila Paes (PPS) votaram a favor das investigações contra o prefeito.

nnDixon foi procurado, por meio de sua assessoria, e não respondeu a reportagem até o fechamento desta edição.

Perfil

nnEm seu perfil no Facebook, Dixon divulgou na noite desta terça-feira (11) um texto onde se diz perseguido por seus adversários e vítima de calúnias e difamações. Ele considerou importante “o pedido de explicação” da 2ª Promotoria de Justiça de Paulínia para poder provar que tudo foi feito dentro da legalidade. Leia abaixo o texto na íntegra.

“Quero esclarecer a população que meus adversários todo tempo, desde a época das campanhas fazem calúnias e difamações a minha pessoa. Pois achei muito importante esse pedido de explicação por parte do Ministério Público, pois terei a oportunidade de mostrar que tudo foi feito dentro da legalidade e provar que todas essas acusações infundadas tem conotações políticas motivada para atrapalhar a administração do meu governo. Já tomei as medidas necessárias e tudo será esclarecido no momento certo, pois cada um irá responder pelos seus atos e atitudes. Um grande abraço a todos (as ).”

 

Última alteração em 12 de julho de 2017 às 15h49

Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.