Anúncios
Ir para conteúdo

Mira da Justiça

Promotoria investiga a evolução do patrimônio pessoal do prefeito Dixon Carvalho, com base em reportagem do Jornal Tribuna de Paulínia

 

nnA 2ª Promotoria de Justiça de Paulínia abriu inquérito civil para apurar a evolução do patrimônio pessoal do prefeito Dixon Carvalho (PP). A promotora Verônica Silva de Oliveira instaurou o processo após reportagem veiculada pelo Jornal Tribuna de Paulínia revelar, entre outras suspeitas, que Dixon teria, em 48 horas, comprado um apartamento em Campinas por R$ 80 mil e o vendido por R$ 1,5 milhão.

nnA promotora Verônica Oliveira formulou 13 perguntas ao prefeito de Paulínia para esclarecer o caso. Dixon agora terá prazo máximo de 30 dias para responder aos questionamentos da 2ª Promotoria de Justiça de Paulínia. O pedido de abertura da investigação foi feito pelo morador da cidade Aldo Lima Guimarães.

dixon
POLÍTICA | O prefeito de Paulínia, Dixon Carvalho (PP), é investigado / Foto: Divulgação

nnConforme as acusações, nas eleições do ano passado, Dixon declarou à Justiça Eleitoral patrimônio de R$ 591.519,34 ao registrar sua candidatura à Prefeitura de Paulínia. No entanto, em dezembro de 2016, ele apresentou à Câmara de Vereadores a “Declaração Pública de Bens” com patrimônio de R$ 5 milhões, valor 763% maior que o apresentado à Justiça Eleitoral.

nnEm seu despacho, a promotora cita como suspeitas, além do apartamento em Campinas, a compra de uma casa de alto padrão no Condomínio Villa Lobos, cuja venda foi anunciada por R$ 3,5 milhões, “montante muito superior ao patrimônio declarado pelo então candidato”; a doação para a própria campanha eleitoral em 2016 de R$ 681,5 mil; e “aquisição de automóveis de luxo”.

nnPara a promotoria, se comprovados, os fatos narrados “podem configurar, além de crime, atos de improbidade administrativa tipificados na Lei 8.429/92”. Dixon foi procurado pela reportagem, mas não deu declarações até o fechamento desta edição.

Perfil

nnEm seu perfil no Facebook, Dixon divulgou na noite desta terça-feira (11) um texto onde se diz perseguido por seus adversários e vítima de calúnias e difamações. Ele considerou importante “o pedido de explicação” da 2ª Promotoria de Justiça de Paulínia para poder provar que tudo foi feito dentro da legalidade. Leia abaixo o texto na íntegra.

“Quero esclarecer a população que meus adversários todo tempo, desde a época das campanhas fazem calúnias e difamações a minha pessoa. Pois achei muito importante esse pedido de explicação por parte do Ministério Público, pois terei a oportunidade de mostrar que tudo foi feito dentro da legalidade e provar que todas essas acusações infundadas tem conotações políticas motivada para atrapalhar a administração do meu governo. Já tomei as medidas necessárias e tudo será esclarecido no momento certo, pois cada um irá responder pelos seus atos e atitudes. Um grande abraço a todos (as ).”

 

Última alteração em 12 de julho de 2017 às 15h44

Categorias

Política

Tags

Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.

Um comentário em “Mira da Justiça Deixe um comentário

  1. Dúvidas que ele instaurou um mega esquema criminoso junto aos vereadores?! Tenha dó!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.